sábado, 7 de novembro de 2009

52-MYANMAR Aung San Suu Kyi

Aung San Suu Kyi, símbolo da esperança democrática na Birmânia =(FOTO DE ARQUIVO)= BANGCOC, 25 mai 2007 (AFP) - A militante birmanesa Aung San Suu Kyi, de 61 anos, que teve sua prisão domiciliar prorrogada nesta sexta-feira em Rangun, lidera um incessante combate na luta pela democracia, sistema político que seu país não vê há quase meio século. Prêmio Nobel da Paz em 1991, esta mulher de olhar doce e silhueta frágil, sempre advogou pela não-violência em um país que vem sendo governado por juntas sucessivas a partir de 1962. O regime atual, dirigido pelo general septuagenário Than Shwe, tenta reduzir sua popularidade, descrevendo-a "como a peste", afirmou um diplomata lembrando que a vida recente da "Dama" de Rangun foi marcada por longos períodos de prisão domiciliar e isolamento. Nascida em 19 de junho de 1945, Suu Kyi, filha de Aung San, herói da independência birmanesa assassinada em 1947, teve acesso às melhores escolas de Rangun, prosseguindo seus estudos na Índia - país onde sua mãe foi nomeada embaixadora - e depois seguiu para Oxford. Assistente da Escola de Estudos Orientais de Londres, ele se casou em 1972 com o britânico Michael Aris, universitário especialista em Tibete e budismo, com quem teve dois filhos. De volta à Birmânia em abril de 1988 para cuidar de sua mãe doente, Aung San Suu Kyi fez um discurso público pela primeira vez neste mesmo ano. Em um país submetido à lei marcial, ele reivindicava a formação de um governo interino e eleições livres antes de fundar, com outros militantes, a Liga Nacional pela Democracia (LND). Em maio de 1990, seu partido foi muito votado nas eleições pluralistas. A junta, mesmo com o resultado, se negou a deixar o governo. Até hoje os generais continuam no poder. Mas a líder da oposição birmanesa sempre se disse convencida de ter "o povo ao seu lado", apesar da repressão promovida pela junta. Suu Kyi teve a prisão domiciliar decretada de 1989 até meados de 1995. Depois disso, chegou a ter um breve período de "liberdade" até 2000. Neste ano, porém, ela foi novamente confinada entre as quatro paredes de sua residência por mais 19 meses. Presa novamente em maio de 2003, depois de um ataque assassino contra seu carro, ela foi condenada a um terceiro período de prisão domiciliar e, a partir desse momento, sua pena não parou de ser prolongada. Certa de sua causa e com o apoio ocidental, em particular o norte-americano e o europeu, Aung San Suu Kyi abandonou a queda-de-braço com o governo depois da abertura, no fim de 2000, de discussões históricas sobre a "reconciliação nacional". Mas este diálogo com o primeiro-ministro Khin Nyunt foi bruscamente interrompido quando ele foi saiu do poder, quatro anos mais tarde. Há um consenso em praticamente todo o mundo dobre as qualidades de Suu Kyi - inteligência, carisma, coragem política à toda prova -, mas ninguém conhece ao certo os seus defeitos. Seus opositores, porém, algumas vezes a acusam de intransigente. Os pedidos de sanções internacionais e de boicote ao turismo feitos pela "Dama" irritaram não só os militares birmaneses, mas também o meio dos negócios. O regime de sanções, imposto há uma década pela União Européia e Estados Unidos se mostrou ineficaz, já que outros grandes países como a China, a Índia e a Tailândia mantêm relações com a Birmânia. Tais países participam de intensos esforços que visam explorar os recursos naturais da Birmânia, especialmente os de gás, conforme admitem alguns diplomatas. Fontes Bibliograficas: http://video.google.com.br/videosearch?hl=pt-BR&q=Aung%20San%20Suu%20Kyi%20Pr%C3%AAmio%20Nobel%20da%20Paz&lr=lang_pt&um=1&ie=UTF-8&sa=N&tab=wv# http://noticias.uol.com.br/ultnot/afp/2007/05/25/ult34u181678.jhtm www.France24.com/Aung-San-Suu-Kyi - http://maps.google.com.br/maps?hl=pt-BR&q=Aung%20San%20Suu%20Kyi%20Pr%C3%AAmio%20Nobel%20da%20Paz&lr=lang_pt&um=1&ie=UTF-8&sa=N&tab=vl Atividade: 1- Opinião sobre a ditadura em Mianma? 2- Pesquisar outros países que estão em situação semelhante a Mianma: 3- Fazer a localização geográfica dos países encontrados na questão 2: 4- Observar os telejornais noticias de Obama (EUA)em sua visita a China: 5- Pasquisar na internet sobre os países pesquisados:

23 comentários:

  1. mulheres também têm direitos!


    Sarah Engel Ferreira e Amanda Machado

    ResponderExcluir
  2. sem commentários. Mulheres têm direitos!

    ResponderExcluir
  3. Márcio Reichert Junior13 de novembro de 2009 22:39

    achei bem interessante
    Márcio Reichert Junior.

    ResponderExcluir
  4. Opinião: Que ela era uma pessoa boa e que foi eleita ao Nobel e a presidencia, e na ONU também.
    Mesmo com isso a popularidade continuou crescendo.
    Ela foi aprisionada durante 20 anos e ocorreu um ataque em seu carro.Talvez tenha seus conceitos. O partido de Suu Kyi foi muito votado em 1990.

    Raísa.

    ResponderExcluir
  5. nos mulheres tambem devemos ter direitos,igual os homens.

    ResponderExcluir
  6. na minha opiniao as pessoas estao desevoluindo com seu conportamento estupido e vulgar ...
    essa mulher se ariscou por nnos mas os terroristas so se enportan com o dinnheiiro e corrupsao.;/
    por isso eu acho que nesse nosso mundo vulgar a solidariedade seria uma boa ajuda...de eduardo.

    ResponderExcluir
  7. tayta dissetodas as
    mulheres tambem tem que ter seus direitos..

    ResponderExcluir
  8. Mynamar já deveria estar em suas "mãos". Mulheres também tem seus direitos [2]



    Cíntia Carvalho
    Nycolle Beduschi

    ResponderExcluir
  9. eu acho quetodos tem direitos de expressar oq quiser
    e todos tem direitos iguais

    Bruno Cemin e David L. Pereira setima serie um

    ResponderExcluir
  10. As pessoas tem direitos iguais mas acho que que não é só fato de ela ser mulher que ela está presa,acho que é por causa de sua oposição ao sistema político de seu país,ainda mais que é um governo de direita e que oprime as pessoas.

    Mateus Reinert

    ResponderExcluir
  11. eu achei essa mulher muito guerreira,batalhadora e herina.Porque nos mulheres tambem temos direitos que nem os homens.

    jaqueline.

    ResponderExcluir
  12. Carla, Heloísa e Carol Oliveira.

    Ela mudou o pais, Dinamarca, levou a paz até eles, ela mereçeu o prêmio da paz, ajudou pessoas necessitadas que precisavam de ajuda.

    ResponderExcluir
  13. rodrigo aurelio da silva
    essa mulher devia a ser igual para todos por que em uma eleiçao é o povo que escolhe e nao o es prefeito de ter preconceito de uma mulher esta na presidencia de um país .

    rodrigo arturo:

    eu acho que foi muito sufrimento para ela porque imaguina voce pasar 20 anos em priçao

    ResponderExcluir
  14. professor foi bom vosse ter feito
    este blog por que desse jeito as
    pessoas enchergan a realidade e
    param de "boiar na maionese" como
    se dis .../
    valleu professornos vemos no
    colegio De:Eduardo...////////

    ResponderExcluir
  15. e corrija o mexicano pois e prisao e nao pricao

    ResponderExcluir
  16. RONALDO BRILHA MUITO NO CORINTHIANS

    FELIPE
    OITAVA UM

    ResponderExcluir
  17. Myanmar, Mianmar, Mianmá, Miamar ou Birmânia (oficialmente União de Mianmar, em birmanês, transl. pjìdàunzṵ mjəmà nàinŋàndɔ̀) é um país do sul da Ásia continental limitado ao norte e nordeste pela China, a leste pelo Laos, a sudeste pela Tailândia, ao sul pelo Mar de Andamão e pelo Canal do Coco, a oeste pelo Golfo de Bengala e a noroeste por Bangladesh e pela Índia. Em 2006, a capital do país foi transferida de Rangum para Naypyidaw.

    ResponderExcluir
  18. eu acho que as mulheres tambem tem que ter os seus direitos!
    e o video é muito bom,fala da realidade!



    de:Matheus Couto,Caroline Schisler e Leiriana Friese!

    ResponderExcluir
  19. nois mulheres temos direitos a tudo e tipo os caras se acham de mais ta ligado e fod's os homes e ao mesmoa s mulheres tambem acham q tem o poder amis do q os outro ta ligado!RONALDO!ANTONIO NUNES!PAHHHHHHHHHHH!
    JULIANOS TE AMAMOS MUITO NANA E MARA BJOS

    ResponderExcluir
  20. todos têm direitos,tanto homem quanto a mulher






    Gabriel Theiss e Jordy Edson Gonçalves

    ResponderExcluir
  21. Parabéns!

    Vocês postaram.

    Só deveriam escrever mais sobre a opinião de vocês sobre a questão de Mianma.

    ResponderExcluir

Você faz parte do blogger: Conceito e Provocações!