sábado, 17 de outubro de 2009

6-Diretrizes e ações intersetoriais Atividade Educação Ensino Fundamental:

Osni Valfredo Wagner Movimentos Sociais Quanto mais saudáveis forem às experiências positivas estaremos avançando para uma sociedade mais organizada. Darcy Ribeiro diz que somos frutos do não ser, do não índio e do não europeu, por isso somos brasileiros, esse reinterpretar do ser brasileiro como gente que vive num mesmo local que age do 'mesmo jeito' e fala a mesma língua. O Desafio em construir o todo na mente das pessoas é uma papel das mídias de informação e formação, a partir da interdisciplinaridade e multidisciplinariedade de projetos. Ações intersetoriais, quanto mais avançar essa nova possibilidade terá mais resultados frente aos desafios que estaremos desenvolvendo em nossa agenda de ações no local. Dar o retorno. Pensar o que em um debate coletivo todos participarem nas etapas municipais, estaduais e nacionais estão ligados de alguma maneira direta. Propósitos: Questões latentes em nossas regiões Rejeitos carvão, resíduos médicos, termoelétrica, agrotóxico (aqüífero guarani), despoluição de rios, saneamento básico, ocupações irregulares. Avançar em cada setor em se organizar para a intersetoralidade, os direitos que implica na saúde ambiental a partir de ‘limites’ conceito para pensar a questão da realidade em que se observa entre a natureza e o homem, uma anarquia entre o privado e o estatal, o desafio um consenso e construir um mundo mais saudável. Videos: Saúde ambiental, ESTSP http://www.youtube.com/watch?v=QmX6Cipg2v4 A História das Coisas - Dublado Parte 1 http://www.youtube.com/watch?v=ZpkxCpxKilI Professor Gerografia: Osní Valfredo Wagner Aula de Geografia na Escola Educação Básica Adolpho Konder - Rede Estadaul - Ensino Fundamental - Atividades: 1-O que é Saúde Ambiental? 2-Como podemos identificar Saúde Ambiental? 3-Qual relação humana homem natureza? 4-Como esta a natureza a partir da relação humana? Passos primeiro: ler o site, copiar o ling e texto; segundo: Fazer comentário sobre o texto; terceiro registrar no blog: http://conceitosprovocacoes.blogspot.com

41 comentários:

  1. O uso intensivo de áreas agricultáveis, sem o correto manejo e respeito ao ciclo da terra, tem criado verdadeiros desertos onde antes se tinha campos férteis. O desmatamento rompeu o ciclo das águas, fazendo com que o regime de chuvas sofresse grandes alterações. A poluição contamina a água ( na China mais de 80% da água que antes era potável se tornasse extremamente poluída), o ar, o solo. A Natureza não conseguirá sozinha expurgar todos esses venenos. E como diz um ditado: "A natureza não se defende, ela se vinga".

    Amanda Machado GUilherme Trocatti

    ResponderExcluir
  2. Meio Ambiente.

    Açcões simples pode mudar o distino do meio ambiente...
    Como:Não jogar lixo na rua,não desmatar a floresta,evitar queimadas,não poluir os rios

    ResponderExcluir
  3. Saúde Ambieltal é a parte da Saúde Pública que engloba os problemas resultantes dos efeitos que o ambiente exerce sobre o bem-estar físico e bem-estar mental do homem,como parte integrante de uma comunidade.


    Caroline Raquel Bremer - Larissa Z.Pires - Júlia Fernandes - Raísa Oliveira Costa



    http://pt.wikipedia.org/wiki/Sa%C3%BAde_ambiental

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Minha opinião: “ De acordo com o princípio da precaução, se houver incerteza científica quanto à
    existência de um risco de dano grave ou irreversível ao ambiente ou à saúde deve-se agir de
    modo a gerir esse suposto risco, mesmo que isso represente a proibição de uma atividade
    econômica. Se, por um lado, a intenção desse princípio é proteger a vida humana e o meio
    ambiente, por outro ele pode desvirtuar-se em um instrumento de protecionismo econômico
    a serviço dos Estados. O presente artigo analisa em que medida o Brasil está comprometido
    com a aplicação do princípio da precaução. Em primeiro lugar, é fundamental
    contextualizar a questão na crise de vínculos e limites entre o Homem e a natureza,
    apontada por Ost. Em segundo, a constituição brasileira não só o permite como acolhe
    implicitamente o princípio da precaução. Enfim, o direito do MERCOSUL corrobora o
    compromisso brasileiro e abre espaço para a aplicação deste princípio. “



    http://www.ambito-juridico.com.br/site/index.php?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=1734


    Amanda wulezny
    Caroline oenning de oliveira
    Heloísa helena da silva

    ResponderExcluir
  6. BrUnO¨¨¬¬" disse...

    Atualmente, o estado possui 34 parques sob responsabilidade do poder público, sendo sete deles abertos a visitantes, com infra-estruturas para turismo e pesquisa científica. A eles, o Governo Estadual assegura a manutenção da mata virgem e do equilíbrio ecológico. Esta é também uma das contribuições do Governo de Minas Gerais para o combate dos efeitos do aquecimento global no planeta. Para se ter uma ideia, as matas nativas são responsáveis pela retenção de 1,5 bilhão de toneladas de dióxido de carbono da atmosfera, por ano.
    bruno cemin e jefferson

    ResponderExcluir
  7. Jennifer-Paula-Vanessa e Bruna.
    Saúde ambiental-identificando-o programa nacional de saúde ambiental engloba vários verentes a sua missão,fazendo por reconhecer factores do ambiente que possam provocar danos na saude publica.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. A ação do homem na natureza

    "Quando o homem começa a agir na natureza de forma ruim o efeito estufa aumenta, começa a criação de desertos onde era uma floresta que foi desmatada, a poluição dos rios, mudanças no clima, a morte de animais, problemas de saúde por causa da poluição do ar, etc...
    A desertificação do solo é provocada pelo uso a terra em excesso e de forma errada para agricultura e pastagem. Principais exemplos: desmatamentos e queimadas."

    http://deserto.br.tripod.com/desertonet/id3.html

    Carla Vargas
    Nycolle Beduschi

    ResponderExcluir
  10. Rodrigo:

    La relación humana con la naturaleza.

    Nuestra relación con la naturaleza de la majoria no es muy buena avezes yo veo gente abentando la basura en los rios y otros lujares en la banqueta por ejenplo mas casi nada de la basura cae en el bote de basura

    ResponderExcluir
  11. Nome:Danilo



    qual a relaçao do homem com a natureza

    Havia muitos lugares limpos com,ar puro
    e havia muitos lugares limpos e bons para se viver.mais com o crescimento da populaçao
    foram sendo ocupados areas protegidas ambientalmente.então por isso nos devemos cuidar do nosso meio ambiente
    cuidar da natureza e cuidar de nossa vida...

    ResponderExcluir
  12. Rodrigo Aurelio da Silva e Mateus Reinert
    O nosso meio ambiente esta condenado pela ação humana,ao decorrer dos anos o ser humano vai destruindo covardemente o meio ambiente tirando a vida de varios animais e acabando com o oxigênio que o próprio humano usa para sobreviver.

    ResponderExcluir
  13. A área da saúde Ambiental é destinada ao manejo do ambiente,visando melhorar a qualidade de vida ao ser humano em áreas urbanas e rurais, atáves do controle de plantas doninhas, pragas e vetores,minimizando a transmição de doenças e o incômodo causado.
    http://agro.basf.com.br/ui/saudeambiental.aspx.

    Amanda Wulezny.
    Heloísa Helena da Silva.

    ResponderExcluir
  14. O Brasil com 670 grupos trabalhando em todo o pais na questão da saúde ambiental.Resultado a partir do projeto 'Quem é quem na saúde ambiental brasileira? objetivo do projeto é fortalecer a área da saúde ambiental por meio da identificação da caracterização de grupos em condiçoes

    Jaqueline

    ResponderExcluir
  15. As ações humanas afetam o ambiente natural em graus e formas diferentes,mas por muito tempo não se tinha consciência disso.O homem passou a explorar os recursos naturais indiscriminadamente,acreditando serem estes inesgotáveis.Campos cultivados substituíram matas e florestas,desenvolveram-se pólos industrias,a população mundial cresceu,aumentou o consumo e conseqüentemente,o volume de resíduos.Economia e ecologia entraram em choque.Umas das conseqüências mais visíveis do uso despreocupado do meio ambiente pelo homem é a poluição,e sua definição mais comum,refere-se à introdução de substâncias químicas no meio natural (água,solo e ar).

    Ariane Daniela Sant'Anna 8ª série 1.

    ResponderExcluir
  16. professor osni, lá em cima o no primeiro comentário eu digitei os nossos nomes errado..

    é Amanda Machado E Guilherme Trocatti

    ResponderExcluir
  17. saude ambiental e como a saude do meio anbiente esta hoje em dia com poluicao e desmatamentos igual a saude humana quando estamos doentes assin tbm esta o meio anbiente

    ResponderExcluir
  18. O que é saúde ambiental?
    respondido por Jéssica e Beatriz A.


    A Constituição Federal em seu artigo 225, diz:
    Art. 225 - Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.
    neste artigo se define condições para a Saúde Ambiental, ou seja, Saúde do Ambiente, no qual o homem esta inserido:
    Ecologicamente equilibrado: mantendo a Bio diversidade de espécies;
    Bem de uso Comum: ou seja o meio ambiente é de todos e deve ser protegido por todos;
    Essencial a sadia qualidade de vida: acesso a rios, praias, ar puro, verde, etc;
    preservá-lo para a presente e futuras gerações: nossa responsabilidade não é somente conosco, mas com nossos filhos e daí por diante.

    ResponderExcluir
  19. http://www.youtube.com/watch?v=fUdLP0MZ_oY

    ResponderExcluir
  20. evitar o desmatamento e a poluição é o principal objetivo de um bom e prospero futuro
    assim a saude melhorar com certeza
    O sandro falou que é bom evitar o despejo de lixo e esgoto nos rios

    Everton e Sandro!!!!!

    ResponderExcluir
  21. http://www.youtube.com/watch?v=sVLpODiHr3I

    ResponderExcluir
  22. As ações humanas afetam tanto no meio ambiente que o aquecimento global já esta acontecendo, mesmo com algumas pessoas ainda se preocupando com o jogar lixo no local certo, alguns não se ligam e continuam poluindo sem se importar com a natureza, e ainda perguntam porque está acontecendo tantas enchentes e tornados pelo mundo. O Homem machuca a natureza, e ela se vinga, é o ciclo da vida.

    Amanda Nunes e Beatriz Cardoso 8 serie 1

    ResponderExcluir
  23. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  24. digo a mesma coisa que a Amanda e o Guilherme:
    "O uso intensivo de áreas agricultáveis, sem o correto manejo e respeito ao ciclo da terra, tem criado verdadeiros desertos onde antes se tinha campos férteis. O desmatamento rompeu o ciclo das águas, fazendo com que o regime de chuvas sofresse grandes alterações. A poluição contamina a água ( na China mais de 80% da água que antes era potável se tornasse extremamente poluída), o ar, o solo. A Natureza não conseguirá sozinha expurgar todos esses venenos. E como diz um ditado: "A natureza não se defende, ela se vinga".

    Sarah Engel Ferreira

    ResponderExcluir
  25. A crise economica, social e ambiental global e a divisão internacional da produção e do consumo, enquanto mecanismos produtores de desigualdade e iniquidade impactam nos determinantes e condicionantes socioambentais de um dado território. O resultado gerado pelas diferentes formas de desenvolvimento econômico (seja a produção industrial, extrativista entre outras)causa, em escalas distintas, impactos socioambientais que afetam a saúde humana. Esses impactos se manifestam de forma distinta e peculiar nas cidades, nos campos e nas florestas, sendo mediados pelas dimensões culturais e simbólicas das populações indígenas e comunidades tradicionais, das populações e do campo, das populações das águas e das populações das cidades.

    Matheus Couto e Andrei de Oliveira

    ResponderExcluir
  26. Ações humanas no território que afetam a Saúde Ambiental:
    Umas das consequências mais visíveis do uso despreocpado do homem é a poluição e sua definição mais comum,refere-se à introdução de substâncias químicas no meio ambienta(água,solo e ar).
    A poluição,portanto,está diretamente relacionada com a depositação excessiva de produtos no ambiente,sejam eles de ocorrência natural ou não.E,conforme a estrurura química e o tempo de decomposição desses produtos,maior a interferêncis na dinâmica dos ecossistemas.

    Bianca C. 8a01

    ResponderExcluir
  27. cuidar do meio ambiente
    nao suchar, nao destruir,
    na verdade niguem cuida

    ResponderExcluir
  28. uma das cosequencias mais visíveis do uso despreocupado do homen é a poluição e,sua definição mais comum,refere-se á introdução de substâncias químicas no meio ambiente(água,solo e ar)

    lara.

    ResponderExcluir
  29. A política imigratória voltada para a colonização de terras públicas começou a ser delineada antes da Independência, quando um decreto de D. João viabilizou o acesso à terra para estrangeiros no regime de sesmarias. Os alemães integraram o processo de colonização desde a instalação da primeira colônia, em 1818, na Bahia, com 5 sesmarias na Colônia Leopoldina. Na primeira fase, houve três tentativas – as outras duas foram em 1821 e 1822 -, toda sem sucesso e acabando por dispersar-se.

    lém disso, em 1819, no município de Nova Friburgo, no Estado do Rio de Janeiro, imigrantes suíços fizeram nova tentativa. Devido a precárias condições dos assentamentos, longe dos mercados e com altas taxas de mortalidade, a maioria dos suíços se retirou. 350 alemães foram inseridos, para mantê-la viva. Em 1824, uma tentativa foi bem sucedida no Estado do Rio Grande do Sul, fato historicamente considerado inaugural da colonização. Em 1829, duas colônias foram instaladas em Santa Catarina e uma no Paraná.

    ResponderExcluir
  30. caroline schisleeer26 de outubro de 2009 23:36

    Arqueóloga da Unisul desvenda ocupação pré-colonial da encosta de SC
    Uma lacuna histórica está sendo desvendada. Os registros históricos indicam que os índios Xokleng transitavam nas terras de encosta de Santa Catarina até serem praticamente exterminados no contato com o branco. Já o material arqueológico localizado nessa mesma região remete a caçadores-coletores da Tradição Umbu, que chegaram na região muito antes dos Xokleng. Ou seja, a história fala uma coisa e as evidências materiais são outras.
    De acordo com a pesquisa da arqueóloga Deisi Scunderlick Eloy de Farias, coordenadora do Grupo de Pesquisa em Educação Patrimonial e Arqueologia (Grupep-Arqueologia) da Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), os vestígios materiais localizados na encosta - uma faixa de 80 km de extensão entre a planície litorânea e o planalto catarinense - na verdade demonstram uma intensa ocupação do local não só pelos Xokleng. O estudo com esta e outras conclusões está sendo encaminhado ao CNPq, o órgão financiador do projeto “AMA – Arqueologia na Mata Atlântica – Padrão de Assentamento e Aproveitamento do Ambiente pelos Grupos Pré-Históricos na Região da Amurel”.

    O novo panorama que emerge da pesquisa desenvolvida pela equipe do GRUPEP é resultado de um trabalho desenvolvido nos últimos dois anos. Nesse tempo, a equipe realizou uma varredura nos 17 municípios da região da AMUREL - Associação de Municípios da Região de Laguna. Mapeou 200 sítios arqueológicos e resgatou e analisou cerca de 40 mil peças – sítios descobertos pela pesquisa e outros já conhecidos e registrados na bibliografia existente, assim como peças que já haviam sido identificadas anteriormente e outras novas.

    “Genericamente, podemos sugerir que os sítios investigados seriam vinculados a uma cultura pré-ceramista anterior aos Xokleng. Por outro lado, o padrão de assentamento identificado para esses sítios é diferente do padrão estabelecido para os caçadores-coletores da Tradição Umbu proposto pela arqueologia brasileira para aquelas terras”, diz a arqueóloga.

    Ou seja, as evidências são de uma diversidade de ocupação da região, em diferentes épocas. O material lítico (pontas de flechas, principalmente) foi identificado como de Tradição Umbu e os vestígios de assentamentos levam aos Xokleng.

    Deisi perseguia essa teoria já há alguns anos, desde quando se propôs a decifrar os caminhos do homem pré-colonial na Mata Atlântica. A história da arqueologia conhecida considerava que a encosta era local de passagem para os povos que se locomoviam entre o litoral e a serra, duas regiões onde tinham condições de fixar-se pelo alimento abundante vindo do mar e, no outro caso, da mata atlântica e seus pinheiros que forneciam pinhão. Mas para Deisi a história foi se mostrando um pouco diferente.

    Na verdade, a pesquisa recém concluída confirma a hipótese que ela levantou já há alguns anos, quando da realização do projeto "Meio ambiente e cultura: decifrando os caminhos do homem pré-histórico na Mata Atlântica", financiado pela FAPESC e desenvolvida em 2.005 e 2.006. No entanto, naquele momento não foi possível esclarecer aspectos cronológicos e culturais, já que não escavamos nem datamos nenhum sítio mapeado”.

    Agora, ela tem mais elementos para dizer que as Serras do Leste em Santa Catarina abrigaram uma diversidade de culturas ao longo de vários períodos – grupos pré-ceramistas (caçadores-coletores de Tradição Umbu) e ceramistas (Tupi-Guarani e Jê, de onde Kaingang e Xokleng descendem).

    “E podemos afirmar que essas terras não eram apenas local de passagem, como até então se dava por fato, mas abrigaram povos que construíram ali suas habitações de forma permanente e constante”, argumenta ela, que explica: “Nos sítios mapeados observamos grandes manchas densas, indicando o fundo de uma cabana, denotando haver sido ocupado anteriormente. Essas manchas estão próximas entre si, indicando concomitância e estabilidade, o que é corroborado pelas datas obtidas”.

    ResponderExcluir
  31. file:///home/aluno/Desktop/tg_361332_0001.jpg

    ResponderExcluir
  32. pela beleza do nosso pais grande como nosso chamado brasil
    Pelas praias, pelos 4 candos do brasil
    e super preservados

    ResponderExcluir
  33. carolline schisleeer26 de outubro de 2009 23:39

    Blumenau é um município brasileiro da região sul, localizado no estado de Santa Catarina, na mesorregião do Vale do Itajaí, microrregião de Blumenau. Também era a cidade-sede da extinta região metropolitana do Vale do Itajaí. É a terceira cidade mais populosa do estado, constituindo um de seus principais pólos industriais e tecnológicos.

    Fundada em 1850 por Hermann Bruno Otto von Blumenau (de onde vem a origem de seu nome), que chegou em um barco, acompanhado de outros 17 colonos alemães. O mesmo chegou à foz do Ribeirão da Velha em 2 de setembro de 1850 e dividiu a terra em lotes para os colonos construírem as famosas casas em estilo enxaimel, marca registrada da cidade.

    A cidade possui uma agenda cultural com uma importância maior as festas baseadas nas raízes germânicas, destacando-se a Oktoberfest, a segunda maior festa da cerveja do mundo e que acontece durante 18 dias do mês de outubro, e o Stammtisch, a tradicional reunião na Rua XV de Novembro.

    Blumenau tem destaque nas áreas de informática, serviços (saúde e educação), no comércio e na indústria, principalmente indústria têxtil, principal atividade econômica. Sedia empresas de porte nacional e internacional. Atualmente, é a maior produtora de etiquetas do mundo.[5] Ainda conta com um dos maiores índices de desenvolvimento humano do país e quinto maior do estado.

    ResponderExcluir
  34. carolline schisleeer26 de outubro de 2009 23:41

    Conhecida como a Alemanha tropical, Blumenau foi fundada em 1850, pelo farmacêutico alemão Dr. Hermann Bruno Otto Blumenau. Chegou acompanhado de outros 17 imigrantes alemães, que ergueram as primeiras casas. A região era habitada pelos indígenas Kaigangs, Xoklengs e Botocudos, que foram expulsos de suas terras pelos próprios colonos alemães. Nos anos seguintes, novas correntes de imigrantes chegaram da Alemanha, onde se dedicaram à agricultura. Em 1860, Dr. Blumenau vendeu suas terras para o Governo Imperial, que ficou incumbido pela colonização e ele permaneceu no cargo de Diretor da Colônia. Entre os nomes mais importantes das primeiras décadas de sua história, podemos citar: Wilhelm Friedenreich, Fritz Müller, Pastor Oswald Hesse, Emil Odebrecht, Bruno e Hermann Hering, Gustav Salinger, Hermann Wendeburg (Secretário da Colônia), Hermann Baumgarten, José Deeke, Victor Gärtner, Heinrich Clasen,Padre José Maria Jacobs, Pedro Cristiano Feddersen, Gottlieb Reif, Otto Stutzer, Luis Sachtleben, Heinrich Krohberger, Louis Altenburg Senior, Johann Karsten, Alwin Schrader entre outros.

    Blumenau tornou-se a colônia alemã mais próspera do Brasil. Os imigrantes alemães se desenvolveram rapidamente e de forma organizada. No final do século XIX, começaram a chegar à região imigrantes italianos, que também influenciaram na cultura.

    Devido ao costume local de manter jardins floridos, observando-se isto tanto nas casas quanto nas praças e ruas, a cidade é chamada Cidade Jardim.

    ResponderExcluir
  35. caroline schisleeer26 de outubro de 2009 23:42

    No século XX a cidade passou por um processo de urbanização, deixando de ser exclusivamente agrícola. Hoje em dia Blumenau é uma cidade moderna. A região de Blumenau, composta por outras 14 cidades, tem na maior parte de sua população descendentes de alemães e italianos.

    A maioria dos imigrantes originais é proveniente de pequenas aldeias alemãs, como Pahnstangen, na Turíngia.

    ResponderExcluir
  36. caroline schisleeer26 de outubro de 2009 23:44

    O município de Blumenau está localizado no nordeste de Santa Catarina, no chamado Médio Vale do Itajaí, região pertencente ao Vale do Itajaí. Possui uma área de 519,8 km², sendo 206,8 km² (39,8%) de área urbana e 313,0 km² (60,2%) de área rural, e apresenta as coordenadas geográficas 26° 55' 08" Latitude Sul e 49° 03' 57" Longitude Oeste. Os municípios limítrofes de Blumenau são Jaraguá do Sul ao norte, Massaranduba a nordeste, Pomerode ao oeste, Indaial a sudoeste, Luís Alves e Gaspar ao leste, e Botuverá e Guabiruba ao sul. Está a 130 km da caiptal Florianópolis,[21] por via asfáltica, e 90,4 km em linha reta.[22] A cidade é banhada pelo Rio Itajaí-Açu e propensa a enchentes,[23] constantes na história do município, inclusive tendo protagonizado algumas de repercussão nacional, como as enchentes de 1983-1984[24] e 2008.[

    ResponderExcluir
  37. http://rocinha.videolog.tv/videos/b5/ef/tg_361332_0001.jpg

    ResponderExcluir
  38. todos tem os seus direitos,e até as mulheres!!


    :)

    ResponderExcluir
  39. basura = lixo

    banqueta = calçadas

    Osni Vagner disse...
    Rodrigo:

    La relación humana con la naturaleza.

    Nuestra relación con la naturaleza de la majoria no es muy buena avezes yo veo gente abentando la basura en los rios y otros lujares en la banqueta por ejenplo mas casi nada de la basura cae en el bote de basura

    19 de Outubro de 2009 06:12

    A relação humana com a natureza.

    Nosso relacionamento com a natureza do Majoria não é muito bom eu vejo as pessoas avez Abente lixo nos rios e na calçada por Lujar EJEMPLO quase nada, mas cai de lixo no lixo.

    http://translate.google.com.br

    ResponderExcluir
  40. Qual a definição para a palavra Globalização?
    Jéssica e Tuane

    ResponderExcluir
  41. HOJE EM DIA AS PESSOAS NÃO RESPEITAM MAIS A NATUREZA,PORQUE JOGAMOS LIXO NAS ENCOSTA DE RIOS,QUE A CAÇA PREDATORIA DEIXA MUITAS ESPÉCIE DE ANIMAIS ESTINTOS.QUE OS POLOENTES QUIMICOS DOS CARROS,INDUSTRIAS,ESGOTOS FALTAS DE ENCANAMENTOS,QUE PREJUDICA A NATUREZA.
    ACHAMOS QUE TEM QUE MELHORAR MAIS CUIDAR MAIS DO MEIO AMBIENTE,NÃO DESMATAR,JOGAR LIXOS NOS RIOS E CUIDAR MAIS DA NATUREZA.

    ResponderExcluir

Você faz parte do blogger: Conceito e Provocações!