quarta-feira, 2 de junho de 2010

Multiculturalismo

Fonte: http://www.artchive.com/glyphs/kandinsky/cmp10640.jpg Fonte: http://www.diaadia.pr.gov.br/tvpendrive/arquivos/Image/conteudos/imagens/geografia/2etnia.jpg Fonte: http://www.doctumtec.com.br/doctum/unidades/guarapari/foco/photo_album.2007-05-30.3133374291/8/variant/medium Fonte: http://www.doctumtec.com.br/doctum/unidades/guarapari/foco/photo_album.2007-05-30.3133374291/13/variant/medium http://4.bp.blogspot.com/_M16AGaSIeEY/TAV17Sj_r3I/AAAAAAAAAGM/Dkdv9eCBycs/s400/Umbanda+boa.bmp" border="0" alt=""id="BLOGGER_PHOTO_ID_5477914183221620594" /> Fonte: http://html.rincondelvago.com/files/9/1/4/000489140.jpg Postura Umbigóide e Multiculturalismo quinta-feira, 27 de setembro de 2007 O multiculturalismo pode ser definido como a existência de várias culturas em uma localidade ou globalmente,sempre respeitando a individualidade e sem pedominância de qualquer que seja a cultura,o que pode ser também considerado como "mosaico cultural". Porém,existem também as chamadas"minorias",como os negros,índios,homossexuais,etc,que lutam por uma igualdade social,pois além de serem minoria,eles são muito discriminados,por isso elas tem que ser desamparadas e protegidas pela lei. A multiculturalidade se opõe ao que se chama etnocentrismo,que é a visão de que a sociedade branca é superior às outras. A diversidade cultural e étnica muitas vezes é vista como uma ameaça para a identidade da nação. Em alguns lugares o multiculturalismo provoca desprezo e indiferença, como ocorre no Canadá entre habitantes de língua francesa e os de língua inglesa. Mas ela tem que ser vista como uma forma de enriquecimento e abertura de novas e diversas possibilidades de inovação e união das culruras mundiais.

2 comentários:

  1. http://www.itaucultural.org.br
    Multiculturalismo

    Definição

    Hibridismo, diversidade étnica e racial, novas identidades políticas e culturais: estes são termos diretamente relacionados ao rótulo multiculturalismo. Se a diversidade cultural acompanha a história da humanidade, o acento político nas diferenças culturais data da intensificação dos processos de globalização econômica que anunciam, segundo os analistas, uma nova fase do capitalismo, denominada por autores como Ernest Mandel de "capitalismo tardio" e por outros, como Daniel Bell, de "sociedade pós-industrial". A despeito das querelas acerca das origens dessa nova fase, o fato é que as discussões acerca do multiculturalismo acompanham os debates sobre o pós-modernismo e sobre os efeitos da pós-colonização na cena contemporânea, o que se verifica de forma mais evidente a partir dos anos 1970, sobretudo nos Estados Unidos. A globalização do capital e a circulação intensificada de informações, com a ajuda de novas tecnologias, longe de uniformizar o planeta (como propalado por certas interpretações fatalistas), trazem consigo a afirmação de identidades locais e regionais, assim como a formação de sujeitos políticos que reivindicam, a partir das garantias igualitárias, o direito à diferença. Mulheres, negros (ou afro-americanos), homossexuais, populações latino-americanas ("hispanos" ou chicanos) e migrantes em geral se fazem presentes como atores políticos a partir da marcação de diferenças de gênero, culturais e étnicas. A cultura torna-se instrumento de definição de políticas de inclusão social - as "políticas compensatórias" ou as "ações afirmativas" - que tomam os mais diversos setores da vida social. Cotas paras minorias, educação bilingüe, programas de apoio aos grupos marginalizados, ações anti-racistas e antidiscriminatórias são experimentadas em toda a parte.

    ResponderExcluir
  2. http://www.itaucultural.org.br/aplicexternas/enciclopedia_ic/index.cfm?fuseaction=termos_texto&cd_verbete=3186

    ResponderExcluir

Você faz parte do blogger: Conceito e Provocações!